Rede Sustentabilidade ganha o reforço de Alessandro Molon na Câmara dos Deputados

A Rede Sustentabilidade ganhou mais um reforço na Câmara. O deputado federal Alessandro Molon (RJ) oficializou o seu ingresso no partido, na noite desta quinta-feira, 25 de setembro. Com a sua entrada, a legenda conta agora com dois parlamentares no Legislativo federal.

“Chego à Rede com todo o entusiasmo e a disposição para somar na construção desta ressignificação da política. Trago comigo as bandeiras que sempre me acompanharam em minha caminhada: a luta por justiça social, pelo fortalecimento da democracia e pelo desenvolvimento sustentável. Temos muito a fazer por um Brasil melhor”, afirmou Molon, ao avaliar sobre seu ingresso ao partido.

A filiação à Rede foi comunicada por meio de uma carta divulgada aos seus eleitores e à imprensa. Nela, Molon afirmou que optou por continuar sua caminhada na Rede para colaborar em sua construção e manter seus sonhos que o levaram à política.

Ainda nesse documento, ele agradeceu a acolhida calorosa recebida na Rede. “Uma nova caminhada se inicia, tomada pelo entusiasmo, pelo otimismo e pela aposta no Brasil”, completa.

Com o ingresso de Molon, a Rede já tem dois deputados na Câmara. Além dele, o deputado federal Miro Teixeira oficializou a sua entrada no partido, um dia após a aprovação do registro pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Teixeira foi o primeiro parlamentar do país a ingressar na legenda.

Em seu segundo mandato na Câmara, Alessandro Molon foi o deputado federal mais votado pelo PT no Rio de Janeiro nas eleições de 2014. Antes disso, ele ocupou o cargo de deputado estadual por duas vezes também no Rio, nos mandatos de 2003 a 2007 e de 2007 a 2011.

Molon assumiu como deputado pela primeira vez em fevereiro de 2011. Aos 43 anos, o parlamentar também é advogado, historiador e radialista.

Rede Sustentabilidade ganha o reforço de Alessandro Molon na Câmara dos Deputados

Nota da Rede Sustentabilidade sobre o PL 6583/13

A Rede Sustentabilidade lamenta o avanço do Projeto de Lei (PL) 6583/13 na Câmara dos Deputados. O PL, aprovado ontem na Comissão Especial Sobre o Estatuto da Família, prevê a definição de família como sendo unicamente a união entre homem e mulher. Para a Rede, essa interpretação é não apenas um retrocesso, mas também um claro desafio à Constituição e ao Supremo Tribunal Federal.

Para a Rede Sustentabilidade, as famílias devem ser tratadas pela lei como elas já são na prática: com diferentes configurações, que se adaptam à realidade de cada indivíduo. Hoje, não só o Brasil, mas o mundo todo, estão acostumados a ver famílias de todos os tipos e formato. São mulheres que, por diversos motivos, que criam seus filhos sozinhas; são tias, avós e madrinhas que abrigam crianças cujos pais não têm condições de cuidar de seus filhos ou que faleceram; são amigas se unem na terceira idade para cuidar umas das outras; são casais de homens ou de mulheres que se amam e desejam compartilhar desse amor com seus filhos – muitos deles crianças abandonadas que viviam em situação precária em abrigos e que tiveram a sorte de serem salvas por quem apenas deseja dar amor a elas. Todas essas pessoas, cada uma dentro de sua realidade, vivem dentro de um grupo familiar. Já é assim na prática, não importa o que alguns deputados digam.

Entendemos que segregar pessoas, tirar de algumas delas a proteção que o Estado já provê, é quase um crime. Alguns deputados não podem, na ânsia de “jogar para a torcida”, tolher os direitos básicos previstos na Constituição brasileira. A Rede espera que o Presidente da Câmara arquive este projeto pelo seu teor claramente inconstitucional e que os  deputados deixem de agir apenas em nome de seus interesses particulares e passem a tratar o coisa pública como um bem de todos e não de apenas alguns grupos.

Para a Rede, família é amor, não é uma fórmula.

Nota da Rede Sustentabilidade sobre o PL 6583/13

Presidente do PSB desmente informao sobre acordo com PSDB para 2018

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, desmentiu com veemência nesta segunda-feira, 28, informação publicada na coluna Diário do Poder sobre um suposto acordo com o PSDB para a sucessão presidencial.

Em nota endereçada ao jornalista Cláudio Humberto, Siqueira afirma que o partido se prepara para lançar candidatura própria para 2018. O PSB, de acordo com Siqueira, considera que a polarização entre PSDB e PT na política nacional envelheceu.

Dessa forma, ainda conforme o presidente do PSB, o texto veiculado pela coluna de Cláudio Humberto não guarda nenhuma correspondência com a realidade política do partido.

Leia a nota na íntegra:

“Caro Jornalista Claudio Humberto,

Ao ler sua prestigiosa coluna, publicada nesta segunda-feira, 28 de setembro, surpreendo-me com a notícia de um acordo do PSB com o PSDB para a sucessão presidencial de 2018, que não guarda, absolutamente, nenhuma correspondência com a realidade política do nosso Partido, o PSB.

A aliança com o PSDB no 2º turno da eleição presidencial passada foi circunstancial e pontual. O nosso Partido prepara-se para apresentar sua candidatura própria na eleição presidencial de 2018, por considerar que a polarização PSDB/PT envelheceu e já não serve mais aos desafios políticos do nosso País.

Em consequência, desminto com veemência a notícia referida, publicada na sua coluna. De outra parte, peço-lhe a gentileza de sempre que surgir notícias sobre posições do PSB, consultar o seu presidente ou membros da direção partidária.

Atenciosamente,

CARLOS SIQUEIRA

Presidente Nacional do Partido Socialista Brasileiro-PSB”

Presidente do PSB desmente informao sobre acordo com PSDB para 2018

Portal Avana Mais PE auxilia alunos, professores e gestores dentro e fora da escola

Desde março deste ano, um portal criado pelos servidores da Secretaria Estadual de Educação (SEE) do Governo do Estado de Pernambuco vem facilitando a compreensão dos conteúdos pedagógicos dados em sala de aula e a gestão de escolas. O Avança Mais PE (www.avancamaispe.educacao.pe.gov.br) oferece a todos os alunos da Rede, professores e gestores um espaço fora da escola em que é possível ampliar os conhecimentos. Nele, os estudantes podem fazer diversos simulados de exames externos, como o Enem, e os professores e gestores podem compartilhar e acessar materiais pedagógicos produzidos pelos colegas, como artigos, vídeos e inspirações para criar novos métodos de ensino em aula. Um dos grandes recursos do portal é que ele ajuda o professor a identificar, nas suas turmas, quais são as disciplinas em que os alunos enfrentam mais dificuldades. “Quando o estudante faz o login e o simulado, o docente tem acesso as suas notas e, dessa forma, ele pode reaplicar aquelas lições na aula de outro jeito”, explica George Bento, gestor de Educação a Distância da SEE. Para fazer acessar o portal, basta os alunos, professores e gestores terem em mãos o número da matrícula. Após logar, cada um terá um painel de acordo com sua categoria. “Todos têm esse número em mãos, e o site já é bastante autoexplicativo, apesar de ainda estar em processo de aperfeiçoamento. Somos um dos poucos Estados no Brasil que contam com este recurso e já servimos de modelo para alguns”, detalha Bento. Para Paulo Dutra, secretário executivo de Educação Profissional da Secretaria, o Avança Mais PE é um mapeamento estratégico de educação diferenciado. “Em cima dos indicadores dos alunos, nós estamos indo às escolas com formações para os professores a fim melhorar o desempenho deles. Estamos chegando mais rápido nas escolas e só temos recebidos bons retornos dele.” Secretaria de Imprensa/Governo do Estado de Pernambuco

Portal Avana Mais PE auxilia alunos, professores e gestores dentro e fora da escola